Do Norte e Sul à terra Gloriosa

Do Norte e Sul à terra Gloriosa

Do Norte e Sul à terra Gloriosa 150 150 escolaadmin

Segue o Resumão da Lição desta semana – Do Norte e Sul à terra gloriosa – elaborado com muito carinho.
Vejam os itens mais importantes:
1- Nessa semana abordaremos o capítulo 11 de Daniel, um texto desafiador, talvez a profecia mais difícil de interpretação. Esse capítulo está em geral, em paralelo com os esboços proféticos anteriores do livro.
A mensagem profética se estende dos dias do profeta até o fim dos tempos. Mostra uma sucessão de potências que emerge; são poderes que muitas vezes oprimem o povo. A cada esboço profético atinge o clímax com um final feliz. Daniel 2, a pedra destrói a estátua; em Daniel 7, o Filho do Homem recebe o reino; e em Daniel 8 e 9, o santuário celestial é purificado mediante a obra do Messias.
2- O capítulo 11 de Daniel apresenta 3 pontos fundamentais: 1- apresenta reis persas e discute o destino deles e o tempo do fim, quando o rei do Norte ataca o monte santo de Deus; 2- há a descrição de uma sucessão de batalhas entre o rei do Norte e o rei do Sule como essas lutas afetam o povo de Deus; 3- o capítulo conclui com um final feliz, quando o rei do Norte encara a sua ruína por meio do “glorioso monte santo”.
3- Já podemos concluir que a conclusão positiva sinaliza o fim do mal e o estabelecimento do reino eterno de Deus.
4- Profecia sobre a Pérsia e a Grécia – Dn 11:1- 4 – Síntese: 3 reis se levantariam da Pérsia; eles seriam seguidos pelo 4º rei, que seria mais rico de todos e provocaria os gregos. Depois de Ciro, 3 reis = Cambises II, Esmérdis e Dario I. O 4º foi Xerxes, o mesmo mencionado no livro de Ester, como Assuero; realmente ele era muito rico e comandou um vasto exército para invadir a Grécia. Apesar do poder de Xerxes, foi repelido por uma força menor de valentes soldados gregos.
5- Daniel 11:3 afirma que “se levantará um rei poderoso, que reinará com grande domínio e fará o que lhe aprouver. Mas, no auge, o seu reino será quebrado…” Quem é esse rei? Alexandre, o Grande e poderoso, que morreu aos 32 anos sem deixar um herdeiro para governar o império. Por isso, o seu reino foi dividido por 4 generais:
Seleuco – Síria e Mesopotâmia; Ptolomeu – Egito; Lisímaco – Trácia e partes da Ásia Menor; Cassandro – Macedônia e a Grécia.
6- O que podemos aprender com essas profecias acima citadas (Dn 11:1-4)? A profecia foi cumprida e a Palavra de Deus nunca falhará. Deus é o Senhor da História.A Bíblia revela que Deus está no controle supremo.
7- Profecias sobre a Síria e o Egito – Dn 11:5-15 – Síntese: as guerras entre o rei do Norte e o rei do Sul, referem-se às batalhas envolvendo as duas dinastias: Norte – Seleuco na Síria e Sul – Ptolomeu. Houve uma tentativa de unir essas duas dinastias pelo casamento, mas essa aliança duraria pouco. Antíoco II Teos, neto de Seleuco I, casou-se com Berenice, filha do rei egípcio Ptolomeu II Filadelfo. Não durou muito, porque o conflito que envolveria o povo de Deus foi logo retomado.
8- O que podemos aprender com essas profecias da Síria e Egito? Tudo aconteceu conforme a profecia. Essas guerras afetariam o povo de Deus. O Senhor achou por bem anunciar os muitos desafios que Seu povo enfrentaria. O Senhor conhece o futuro e Ele é digno de nossa confiança e fé. É um Deus grande!
9- Roma e o Príncipe da aliança – Dn 11:16-28 – Síntese: Uma transição no poder dos reis helenistas para Roma pagã é descrita em Dn11:16 “O que, pois, vier contra ele fará o que bem quiser, e ninguém poderá resistir a ele; estará na terra gloriosa, e tudo estará em suas mãos”.
A terra gloriosa = Jerusalém; o novo poder que ocupou essa região = Roma pagã. O poder no comando do mundo naquele momento foi Roma pagã.
10- Dentro dessas passagens acima, tem uma expressão arrecador ou exator pela terra mais gloriosa do seu reino = cobrador de impostos; refere-se a César Augusto. Durante o seu reinado, Jesus nasceu, visto que Maria e José viajaram para Belém para a realização do censo. Dn 11:20 Outra passagem diz também que César Augusto seria sucedido por um homem vil. Como mostra a História, ele foi sucedido por Tibério, seu filho adotivo, que era excêntrico e vil. Dn 11:21
11- Outro fato importante é que, durante o reinado de Tibério, o “príncipe da aliança” seria quebrado. Dn 11:22 – Refere-se à crucificação de Cristo, também chamado de Ungido e Príncipe. Ele foi morto durante o reinado de Tibério.
12- O que podemos aprender com essas passagens? Demonstra a poderosa evidência da surpreendente presciência de Deus. Mais uma vez podemos confiar em Suas declarações quanto ao que ocorrerá no futuro.
13- O próximo poder – Dn 11:29-39 – Síntese: refere-se a um novo sistema de poder, que esteve em continuidade com o Império Romano pagão. Interessante destacar alguns aspectos diferentes: “Não será nesta última vez como foi na primeira”. Esse poder atua como um poder religioso, mirando seu ataque a Deus e em Seu povo.
14- Ações perpetradas por esse poder citado acima: 1- indignaria contra a santa aliança, isto é, aliança divina de salvação; 2- produziria forças que profanariam o santuário e tirariam o sacrifício diário = ataque espiritual contra o ministério no santuário celestial;
15- Continuação… 3- estabeleceria a abominação desaladora no templo de Deus = aponta os atos de apostasia e rebelião cometidos pelo chifre pequeno; 4- perseguiria o povo de Deus: “Alguns dos sábios cairão para serem provados, purificados e embranquecidos, até ao tempo do fim” = lançou por terra uma parte do exército e das estrelas e os pisou; 5- esse poder se levantaria e se engrandeceria sobre todo deus; contra o Deus dos deuses falaria coisas incríveis. O chifre pequeno falaria com insolência até mesmo contra Deus.
16- Eventos finais – Dn 11:40-45 – Síntese: essas passagens contém muitos termos importantes e segundo estudiosos, muitos termos são simbólicos: 1- tempo do fim = se estende da queda do papado, em 1798, até a ressurreição dos mortos – Dn 12:2; 2- Rei do Norte = Roma pagã e finalmente Roma papal, inimigo espiritual de Deus; 3- Rei do Sul = ateísmo… Egito em Apocalipse representa oateísmo; 4- O glorioso monte santo = povo de Deus espalhado pelo mundo.
17- Aplicações da Lição para nós hoje: 1- Podemos confiar nas profecias de Daniel, pois elas se cumpriram e se cumprirão de acordo com a Palavra e a vontade de Deus; 2- Deus está no controle supremo e moverá a História de acordo com Seu propósito; 3- Um dia Deus erradicará o mal e estabelecerá Seu reino eterno; 4- Deus é digno de nossa confiança e fé; 5- Jesus é o nosso Príncipe da aliança e sempre lutará por nós.

Feliz Sábado! Sejam felizes! Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.