Por que a interpretação é necessária?

Por que a interpretação é necessária?

Por que a interpretação é necessária? 150 150 escolaadmin

Segue o Resumão da Lição da Escola Sabatina – Por que a interpretação é necessária?
Vejam os itens mais importantes:

1. Ler a Bíblia também significa interpretá-la. Como fazemos isso? Como podemos saber se uma passagem que estamos lendo é uma parábola, um sonho profético-simbólico ou uma narrativa histórica? A definição de uma questão tão importante do contexto das Escrituras envolve, em si, um ato de interpretação.
2. Não é bom relacionar aleatoriamente as passagens da Bíblia à medida que as encontramos porque essa escolha pode levar a conclusões muito estranhas e equivocadas.
3. Vale a pena repetir o que já sabemos: qualquer texto sem contextos se torna rapidamente um pretexto para nossos próprios interesses e ideias. Portanto, há uma grande necessidade de não apenas lermos a Bíblia, mas de interpretá-la corretamente.
4. Ninguém chega ao texto das Escrituras com a mente vazia. Todo leitor e estudante da Bíblia chega a ela com uma história específica e experiência que impactam o processo de interpretação.
5. Os discípulos, tinham suas ideias particulares de quem era o Messias e o que Ele devia fazer, com base nas expectativas daquele tempo. Por isso, tiveram dificuldade de compreender os textos bíblicos de maneira correta. Jesus os repreendeu.
6. Você e eu temos uma série de crenças acerca deste mundo, da realidade de Deus que aceitamos, mesmo voluntariamente ou inconscientemente, quando interpretamos a Bíblia.
7. Os intérpretes da Bíblia não podem se despojar completamente de seu passado, de suas experiências, ideias, noções e opiniões preconcebidas. A neutralidade total, ou a objetividade absoluta, não pode ser alcançada.
8. As pressuposições é uma realidade, ocorrem acerca da natureza do mundo e da natureza de Deus.
9. Existe uma solução? Sim! O Espírito Santo pode esclarecer e corrigir nossas perspectivas e pressuposições limitadas ao lermos as palavras das Escrituras com mente aberta e coração sincero. Logo, o Espírito Santo deve ser o nosso guia à “toda a verdade”. Jo 16:13
10. A Bíblia foi escrita assim: o Antigo Testamento foi escrito em hebraico, com algumas passagens em aramaico; o Novo testamento, foi escrito em grego koiné (primeiro dialeto comum na Grécia). Hoje, poucas pessoas estudam ou falam essas línguas, e a tradução se torna necessária.
11. Atualmente, a Bíblia é considerado o livro mais vendido e o mais traduzido no mundo = 2883 línguas, inclusive para diferentes idiomas modernos.
12. Vocês sabem o que significa a palavra “Hermenêutica”? Não? Vou explicar… Hermenêutica é a arte e a habilidade de cuidadosamente traduzir e interpretar textos.
13. Toda tradução sempre envolve algum tipo de interpretação. Algumas palavras em um idioma não têm um equivalente exato em outro.
14. A menos que compreendamos as línguas originais, nosso único acesso aos textos é por meio de traduções. Felizmente, muitas traduções fazem um bom trabalho ao transmitir o significado essencial ou o significado fiel.
15. Não precisamos conhecer a língua original para compreendermos verdades cruciais reveladas nas Escrituras, mas precisamos escolher uma boa tradução, uma interpretação adequada dos textos.
16. “E, começando por Moisés, discorrendo por todos os Profetas, expunha-lhes o que a seu respeito constava em todas as Escrituras”. Lucas 14:27
17. As palavras de Lucas acima, são de Jesus. Mostra que Ele fez isso com Seus seguidores. Imagine ter o próprio Jesus interpretando passagens bíblicas para você e para mim.
18. Qual é o principal propósito da Hermenêutica? Transmitir com precisão o significado dos textos e nos ajudar a aplicar corretamente o ensino do texto à nossa vida.
19. É bom confirmar que a interpretação é importante, pois sem ela não chegaríamos a nenhuma conclusão sobre um assunto ou temática. Porém, é imprescindível ter a mente aberta ao Espírito Santo para que Ele nos conduza na leitura e interpretação.
20. A cultura e filosofia inevitavelmente moldam e influenciam nosso pensamento e nossa maneira de avaliar as coisas. Elas, porém, devem ser subordinadas à Palavra de Deus.
21. A Bíblia está relacionada à cultura? Qual é a opinião de Paulo? Deus fez todos nós a partir de um só. Embora sejamos culturalmente muito diferentes, de acordo com a Bíblia, há um elo comum que une todas as pessoas, apesar de suas diferenças culturais, porque Deus é o Criador de toda a humanidade. Atos 17:26
22. Nossa pecaminosidade e necessidade de salvação não se limitam a uma cultura. Todos precisamos da salvação oferecida a nós pela morte e ressurreição de Jesus Cristo.
23. Deus cuidou para que as futuras gerações que leriam a Bíblia entendessem que essas verdades vão além das circunstâncias locais e limitadas em que os textos da Bíblia foram escritos.
24. Embora a Bíblia tenha sido escrita há muito tempo em culturas muito diferentes da nossa, suas verdades são tão relevantes para nós quanto para quem elas foram primeiramente endereçadas.
25. O pecado afeta toda a nossa existência. Afeta também nossa capacidade de interpretar as Escrituras. Nosso raciocínio, nossa mente e pensamentos se corromperam pelo pecado e, portanto, fecharam-se à verdade de Deus.
26. Cuidado! O orgulho, engano próprio, a dúvida, atitude de crítica, afastamento e desobediência podem atrapalhar uma pessoa a interpretar corretamente a Bíblia.
27. Uma pessoa orgulhosa se exalta acima de Deus e de Sua Palavra, porque enfatiza demais a razão humana; é uma tentativa de rebaixar a autoridade divina das Escrituras.
28. Perigo extremo = aquele que duvida se eleva a uma posição em que julga o que é e o que não é aceitável na Bíblia!
29. Bons conselhos: 1- abordar a Bíblia com fé e submissão, e não com uma atitude de crítica e dúvida.; 2- deixar de lado as opiniões preconcebidas e as ideias herdadas e cultivadas; 3- ouvir o que o Senhor tem a nos dizer; 4- assentar aos pés de Jesus e aprender Dele; 5- não nos acharmos sábios demais para estudar a Bíblia; 5- ler a Palavra com a mente livre de preconceitos; 7- manejar bem a Palavra da verdade; 8- ler a Bíblia com cuidado e oração.
30. “Paulo escreveu segundo a sabedoria que lhe foi dada;  […] há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles”. 2Pe 3:15 e 16.
31. Compreender de maneira clara as Escrituras é importante para nós e para a igreja, porque viveremos e agiremos com segurança a Palavra do Senhor, e seremos unidos para realizarmos o nosso trabalho.
32. O assunto mais importante da Bíblia = a salvação e a maneira pela qual somos salvos. Saber como a Bíblia ensina sobre a salvação depende muito da nossa interpretação. Se abordamos e interpretamos a Bíblia de maneira equivocada, chegaremos a conclusões falsas.

Senhor, agradecemos a Ti porque temos acesso à Tua Palavra na nossa língua materna, e assim podemos estudá-la. Ajuda-nos, desejamos interpretá-la em todo tempo de acordo com a Tua vontade. Amém.

Feliz Sábado! Sejam felizes!
Estudar a Bíblia faz bem! Um abraço!

Texto elaborado por Dalva Amélia de Castro Menezes, professora adventista aposentada e membro da Igreja IASD do UNASP – SP.